quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Maravilhosa redundância


Um dos grandes problemas da nossa humanidade é o apego a esta vida terrena e tudo que ela nos oferece. Há pessoas que passam por grandes privações enquanto vivem, mesmo assim ficam apegadas a uma ou outra coisa; outras têm tremenda abundância de bens, saúde e amigos; há ainda aqueles que vivem na média - nem tanto, nem tão pouco. De uma maneira ou de outra, somos apegados ao que está ao nosso entorno, seja família, amigos, bens materiais, status social e por aí vai. Onde quero chegar: temos necessidades primárias que precisam ser saciadas, assim como teorizou Maslow, tais como necessidades fisiológicas, de segurança, de estar inserido num contexto de família e receber carinho e aceitação desde nosso primeiro abrir de olhos. Quando são supridas as primeiras, surgem as necessidades secundárias, como emprego, posição social e assim sucessivamente. Faz parte da natureza humana necessitar e desejar algo. Sempre estamos querendo mais e mais. Estas necessidades e desejos na verdade nunca têm fim e tem uma ligação com o sentido da nossa existência: o ser humano não foi criado para morrer. Tanto é que nosso espírito é IMORTAL embora nosso corpo, lentamente, mostre os sinais do tempo.

Há um desejo intrínseco em cada ser humano de ser eterno. Por isso não nos conformamos com a morte, por isso temos "zilhões" de questionamentos acerca do que vem depois...Como diz o meu Pastor, que gosta muito de viver: "quando me virem num caixão, podem pensar: lá vai um inconformado". A morte não agrada a ninguém, especialmente àqueles que conhecem e amam a vida.

Apesar de estarmos inseridos no contexto de uma época, vivendo nossas vidas como podemos e queremos, às vezes nem tanto, um dia seremos chamados, um dia estaremos ausentes 'para sempre'. E aí, quando pensamos nisso, dá um misto de expectativa e curiosidade incríveis. Ao encontrarmos a verdade contida no Evangelho, entendemos que há um lugar, um tempo, uma vida INFINITAMENTE MAIOR nos aguardando. Por mais tempo que tenhamos aqui na Terra, 80, 100 anos talvez, nunca se comparará ao tempo que viveremos na eternidade, como o próprio nome diz: ETERNIDADE. Parece redundante dizer "infinitamente maior", mas é pra ser redundante mesmo. Ao nos apegarmos a alguém, não nos conformarmos com sua partida, sentimos saudades, falta, uma lacuna se forma. Ao pensar nas coisas boas que o mundo oferece: lazer, viagens, dinheiro, títulos, honrarias, bens materiais de toda espécie, amizades, família, conhecimento intelectual, artes, capacitações, realizações, amor, relacionamento, emoções,  etc, podemos pensar: o que será melhor do que estas coisas? Quando na verdade a pergunta deveria ser: existem coisas melhores do que estas? Certamente sim. Não me pergunte como sei, só sei que creio, pela fé, que existem coisas infinitamente melhores do que as coisas terrenas. Embora faça parte da nossa história, do nosso livro, não devemos nos apegar às mesmas porque são fugazes, passageiras, fogem ao nosso controle.

Tudo que vivemos e temos aqui, na verdade, são meios de Deus se manifestar em nossas vidas abundantemente. São sombras suaves do grande amor de Deus por nós, do cuidado, do planejamento espetacular que Ele fez. Se conseguimos ter alegrias aqui, num mundo tão conturbado e repleto de maldades, imagine como será na eternidade com o Senhor das nossas vidas? Se nos sentimos profundamente satisfeitos em amplas áreas da vida terrena, apesar de todas as barreiras que se erguem, quão maior não será onde Deus reservou pra nós, com toda sua perfeição? Através de vários acontecimentos, vemos a mão de Deus. Vivemos, aprendemos e compartilhamos com o próximo e partimos para a próxima experiência e a vivemos e aprendemos novamente...

Apenas uma reflexão, uma sacudida na mente para tentar entender a grandeza do que Deus nos preparou. E como diz em I Coríntios 2.9 - "Nenhum olho viu, nem ouvido ouviu, nem jamais penetrou o coração do homem aquilo que Deus preparou para aqueles que o amam".

Quer expectativa maior do que essa? Quer redundância mais maravilhosa que essa: infinitamente maior e melhor do que jamais pudéssemos supor, imaginar, fantasiar...

Prefiro crer no  improvável, naquilo que Deus prometeu, pois nunca falhou e nunca falhará. Todas as suas promessas são cumpridas e não meramente expectativa de direito É direito para quem crê em Jesus Cristo como único e suficiente Salvador, para todo aquele que confessa o seu nome e não se envergonha do Evangelho.Para todos aqueles que estão em Cristo Jesus. Se escolheres hoje com quem passará a eternidade. Hoje.

 “Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego.” - Romanos 1:16

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Mestre e discípulo

“O discípulo não está acima do seu mestre, nem o servo acima do seu senhor.”
                                                                                                                 Mateus 10:24


Discípulo e Mestre. Servo e Senhor. Se vamos seguir Jesus, temos
que manter essas diferenças sempre em mente. Não é para nos
rebaixar ou humilhar. No mundo somos relembrados do nosso “lugar”.
Categorias, rótulos e cargos são dados para “enquadrar”. Isso não é
o ponto de Jesus. Ele é Senhor. Mas, veja como viveu! E se trataram
o Senhor com desprezo e crueldade, imagine o discípulo e o servo.

Hoje é comum ouvir pregações cheais de promessas de sucesso e
abundância de bênçãos materiais. O verdadeiro seguidor de Jesus
assume o lugar não só de aprendiz, mas, de servo. Jesus é seu
Senhor. E o Senhor declarou que seus seguidores não deviam esperar
uma vida melhor do que a que ele teve aqui. Muitos recebem bênçãos
em abundância. Mas, muitos outros, não. Alguns terão seu ministério
e serviço no Reino reconhecidos e elogiados. Muitos outros não. Se
enfrentamos oposição ou privações, se sobra perseguição e falta
ajuda, não é de se esperar que seja diferente, pois foi assim que
Jesus viveu. Muito do que se passa como pregação do Evangelho hoje
ensina justamente o contrário. O que foi que Jesus disse? A quem
devemos escutar? Embora o contexto seja o tratamento que o
discípulo receberá, Barclay lembra que há uma outra lição a ser
aprendida aqui. Nenhum mestre pode levar seus discípulos além
daquilo que ele aprendeu. Se você dá mais valor ao ensino de
homens, seu entendimento não passará daquilo que homens podem
entender. Se Jesus for de fato seu Mestre, não haverá limite para
aquilo que ele pode lhe ensinar. Novamente perguntamos – a quem
devemos escutar? A quem você está escutando?

ORAÇÃO:

Pai, eu peço ao Senhor que, quando eu enfrentar dificuldades, eu

possa lembrar que Jesus enfrentou muito mais. Já que sou discípulo

e servo dele, não posso esperar mais. Dê-me a graça para viver como

ele nesta vida aqui, para que eu possa viver com ele na vida no

porvir. Quero aprender dos homens sábios que o Senhor colocou em

minha vida. Mas, ensine-me a verificar tudo que eu aprendo dos

homens com as palavras do meu Mestre Jesus. Em nome de Jesus eu

oro. Amém.



http://www.hermeneutica.com/jd/1/0815.html

Sabedoria on line

"Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado;

Todavia eu me alegrarei no SENHOR; exultarei no Deus da minha salvação.

O SENHOR Deus é a minha força, e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minhas alturas".

Habacuque 3: 17-19

Meus amados

Seguidores de Jesus Cristo

Arquivo do blog

Vale a pena ler

  • Administração de Marketing - Philip Kotler
  • As crianças aprendem o que vivenciam - Ed. Sextante
  • Carão com carinho - Luiz Schettini Filho
  • Casamento com intimidade - R. C. Sproul
  • Como livrar os jovens das paixões sexuais - Josh McDowell
  • Feridas Satânicas - Carrol Thompson
  • Livre-se dos corvos - Luis Marins
  • Lições de vencedor - Silas Malafaia
  • Maravilhosa graça - Phillip Yancey
  • Marketing para o século XXI - Philip Kotler
  • O corpo fala - Pierre Weil e Roland Tompakow
  • O monge e o executivo
  • O peregrino - John Bunyan
  • O poder dos pais que oram - Stormie Omartian
  • Pais brilhantes, professores fascinantes
  • Uma mulher segudo o coração de Deus - Elizabeth George

Vale a pena assistir



  • A festa de Babette - drama
  • A paixão de Cristo - de Mel Gibson
  • A vida é bela - de Roberto Benigni
  • A virada - cristão
  • Alvin e os esquilos II e III - Comédia
  • Antes de partir - comédia -Jack Nicholson e Morgan Freeman
  • Bee Movie - infantil
  • Chocolate (Juliette Binoche)
  • Conquista de reis - épico
  • Conversando com Deus - Reflexão
  • Deixados para trás I, II e III - cristão
  • Desafiando gigantes - cristão
  • Diário de uma paixão - romance
  • Enterrem meu coração na beira do rio - Drama (indígena)
  • Homens de honra - Drama
  • Kung Fu Panda - Comédia
  • Licença para casar - comédia
  • Marley e eu - Comédia
  • Meu nome não é Johnny - drama
  • Mãos talentosas - Cuba Gooding Jr.
  • O conde de Monte Cristo - drama
  • O fazendeiro e Deus
  • O ilusionista - romance
  • O livrro de Eli
  • O nome da rosa - drama
  • O Pastor - drama
  • O peregrino - Uma jornada para o céu
  • Ponte para Terabítia - aventura
  • Ponto de decisão - Drama
  • Prova de Fogo - cristão
  • Quem quer ser um milionário?
  • Sangue negro - drama
  • Simplesmente irresistível - romance
  • Um amor para recordar - drama/romance
  • À procura da felicidade - drama (Will Smith)

Gospel Books

Gospel Books
Conhecer e prosseguir em conhecer

Minha lista de blogs

Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura...Mc16.15

Total de visualizações de página