sábado, 3 de outubro de 2009

Atire a primeira pedra...


Atirar a primeira pedra não é algo permitido a ninguém. Ninguém é suficientemente puro, santo e sem pecados para fazê-lo. O pior é que tem um monte de gente que pensa que pode...magoa, fere, acusa, critica os outros como se fosse diferente, como se fosse um "impecável" na Terra.

Creio que é falta de ler mais a Palavra de Deus e de pôr em prática. Ler somente, como uma obrigação ou uma forma de se justificar perante Deus, não é o suficiente, lamento. É preciso sim, por em PRÁTICA o que se lê, o que o Espírito Santo revela na passagem bíblica lida, se é que têm o Espírito Santo...

Me irrita profundamente as atitudes de pessoas ditas cristãs desde o berço, de carterinha, fazendo acepção de pessoas, sendo malcriadas, sendo grosseiras e não tendo misericórdia... fico estupefata! Sei que não há um ser humano perfeito no mundo, sei que assim como eu, todos têm seus defeitos... mas os defeitos hão que ficar abaixo da luz das virtudes em cada um de nós, é inadmissível que uma pessoa que viva dentro de uma igreja, ouvindo semanalmente, diariamente a palavra de Deus, não seja tocada, não seja esclarecida e afinada com a Palavra, como os ensinamentos do Evangelho...

Por isso Jesus combatia tão veementemete os fariseus, chamando-os de HIPÓCRITAS!!! Fingiam uma aparência de santidade e práticas religiosas que não agradavam em nada ao Senhor. Cumprir leis e métodos religiosos não torna as pessoas mais bondosas ou mais sábias, tornam estas pessoas apenas religiosas, praticantes de ritos e tradições, nada mais. Qualquer católico apostólico romano pode perfeitamente fazer o bem a qualquer pessoa, doar tempo e dinheiro, ser prestativo... nem por isso está agradando a Deus em tudo! Mas o crente, aquele que conhece a verdade -Jesus e sua vontade- deve ser diferente, deve ser realmente compassivo e misericordioso, saber lidar com as situações de maneira amorosa, não sendo grosseiro e arrogante, metido a ser dono da verdade! Só JESUS é a verdade e Ele derruba toda falsa opinião.

Graças à Deus que JESUS é muito mais do que isso, amá-lo e desejar servi-lo, buscando a sua PRESENÇA, é algo ímpar! Nos faz ter um encontro bem particular com nosso próprio "eu" e nos liberta de falsas crenças - as de fora e a respeito de nós mesmos.

Quatnas injustiças cometemos, quantas sofremos, mas a maior injustiça de toda a humanidade, sem dúvida, foi a condenação e a crucificação de CRISTO! Isto torna qualquer injustiça sofrida por mim e pelos meus algo totalmente insignificante. Por mais justiça que eu deseje, por maior dor que eu esteja sentindo, dor alguma pode se comparar à dor que JESUS SOFREU em meu lugar!

Isto me consola e me constrange a perdoar a quem reincidentemente tem me magoado, com suas críticas ferozes e falta de tato e misericórdia para com o seu próprio sangue! Sua própria descendência e talvez por isso rejeite atitudes que são bem parecidas com as suas próprias.

Tenho dó de pessoas pequenas no agir e no pensar, precisam urgentemente da graça de Deus, do conhecimento da verdade, da real conversão: de conceitos e pré-conceitos, de palavras, pensamentos e atitudes. De nada adianta falar "palavras de Deus" se não vive o que prega, se não age de acordo com o que a sã doutrina ensina. Não aceito palavras destas pessoas, não têm unção, não vem acompanhadas com exemplo, com prática cristã, portanto não têm valor.

A Palavra em si é poderosa, mas quando vem de quem não vive o que prega, não surte o efeito desejado, muitas vezes a palavra que este tipo de pessoa diz, serve mais para ela própria do que aos outros. Não viver o que se prega é pior do que não conhecer o Evangelho.

É HIPOCRISIA! É ABOMINAÇÃO A DEUS! Acha que está agradando e está decepcionando a Deus dia após dia.

O Senhor é mesmo magnífico em perdoar, é cheio de graça e verdade! Às vezes não dá para entender tanto amor, tanta entrega por seres tão mesquinhos como nós!

Uma vez li que é porque Ele nos vê como seremos depois de passarmos por esta transformação, através do nosso arrependimento e profissão de fé em Jesus como único e suficiente Senhor e Salvador de nossas vidas.


O que será que o Senhor tem visto hoje em você, em nós depois de tanto tempo de conversão? Será que está se agradando dos seus, dos nossos feitos? Será que pode se alegrar com seus, com nossos pensamentos e atitudes?
Será que houve uma genuína transformação no seu, no nosso caráter?

Creio que temos bons e maus motivos para refletir esta noite... Ainda há tempo de mudar coisas que nos afastam da presença do Senhor e nos aproximam da nossa decaída humanidade...

A paz!














O capítulo 8 do Evangelho de João narra que Jesus foi para o monte das Oliveiras, e, pela manhã cedo, voltou para o templo, e todo o povo vinha ter com Ele, e, assentando-se, os ensinava.

E os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério. E, pondo-a no meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando, e, na lei, nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes?

Isso diziam eles, tentando-o, para que tivessem de que o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, escrevia com o dedo na terra. E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se e disse-lhes: Aquele que dentre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela.

Quando ouviram isso, saíram um a um, a começar pelos mais velhos até aos últimos; ficaram sós Jesus e a mulher, que estava no meio. E, endireitando-se Jesus e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão àqueles teus acusadores? Ninguém te condenou? E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te e não peques mais.

É majestosa a mensagem do Senhor Jesus. Considerem que os escribas e fariseus o abordaram com presunção, amparados pela Lei do Antigo Testamento tentando deixá-lo em situação embaraçosa. E, Jesus nascido sob a Lei, com o compromisso de cumprir a Lei (Gálatas 4.4) não poderia confrontar nem tão pouco se conformar com a Lei, porque Jesus é essência do amor.

Porem, revestido de autoridade e sabedoria do ALTO, o Senhor os surpreendeu, e mandou que atirasse a primeira pedra contra a mulher, aquele que estivesse isento de pecado.

É importante observar nas sábias palavras de Jesus, o qual mandou que a apedrejasse, mas aquele que não tivesse pecado. Aquele que fosse íntegro, puro, santificado, e, não somente os que não possuíssem o pecado de adultério.

Os escribas e fariseus, religiosos, intransigentes cumpridores da Lei e representavam a sua integridade, e, poderia ser que não estivessem comprometidos com o pecado de adultério, no entanto, estavam sobrecarregados de outros pecados, porque a palavra diz que aquele que disser que não tem pecado é mentiroso. Por isso saíram um a um e deixaram a mulher só, diante do Mestre. Jesus, o único que não conheceu pecado, não apedrejou a pecadora, mas perdoou-a, porque Ele não veio para julgar o mundo, mas veio trazer o arrependimento ao pecador.

Agora vamos trazer a palavra do Senhor Jesus para nós, que muitas vezes julgamos atos pecaminosos do irmão, por ter praticado pecado que não praticamos, no entanto, estamos contaminados por outros pecados.

E o Senhor Jesus nos admoesta dizendo: Não julgueis, para que não sejais julgados, porque com o juízo com que julgardes sereis julgados.

Outro detalhe interessante nesta passagem bíblica é imaginar um quadro de terror, transformado em bonança pela magnífica presença do Senhor Jesus. A mulher que seria apedrejada até a morte, alcançou misericórdia pelo seu arrependimento, e os seus executores que interpelaram a Jesus com arrogância, retornaram cabisbaixos, envergonhados, porque julgavam-se justos, mas Jesus disse que não veio para os justos, mas veio buscar e salvar aquele que estava perdido. Porque Jesus é a paz, a plenitude, a reconciliação, e em nenhum outro há salvação.

É confortável dizermos que já estamos salvos depois que recebemos o Senhor Jesus como nosso salvador, e sair por aí julgando o pecado do próximo, mas precisamos ter cuidado com isso, porque o Apóstolo Paulo, homem escolhido para o ministério e ungido por Deus, nos deixou o exemplo de sabedoria e humildade, dizendo:

A mim mui pouco se me dá de ser julgado por vós ou por algum juízo humano; nem eu tampouco a mim mesmo me julgo. Porque em nada me sinto culpado; mas nem por isso me considero justificado, pois quem me julga é o Senhor.

Portanto, nada julgueis, até que o Senhor venha, o qual também trará à luz as coisas ocultas das trevas e manifestará os desígnios dos corações; e, então, cada um receberá de Deus o louvor.

E a palavra do Senhor ainda exorta e relata: És indesculpável quando julgas, ó homem, quem quer que sejas, porque te condenas a ti mesmo naquilo em que julgas a outro; pois tu, que julgas, fazes o mesmo. E bem sabemos que o juízo de Deus é segundo a verdade sobre os que tais coisas fazem.

Quem és tu que julgas o servo alheio? Mas tu, por que julgas teu irmão? Porque desprezas teu irmão? Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Cristo. De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus. Assim que não nos julguemos mais uns aos outros; antes, seja o vosso propósito não pôr tropeço ou escândalo ao irmão.

E não faleis mal uns dos outros. Quem fala mal de um irmão e julga a seu irmão fala mal da lei e julga a lei; e, se tu julgas a lei, já não és observador da lei, mas juiz. Há só um Legislador e um Juiz, que pode salvar e destruir. Tu, porém, quem és, que julgas a outrem? (Tiago 4.11-12).

É indispensável relembrarmos a palavra do Senhor Jesus, o qual perdoou a mulher pecadora, mas recomendou: vai-te e não peques mais.

A advertência do Senhor não deixa dúvida, a condição para herdarmos a eternidade é o arrependimento, a conversão, o nascer de novo, ser uma nova criatura lavada e reconciliada pelo seu sangue, e não voltar a prática do pecado, porque, se pecarmos voluntariamente, depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados.

Assim disse o Senhor: O justo viverá pela fé; mas, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Porque nós, porém, não somos daqueles que se retiram para a perdição, mas daqueles que crêem para a conservação da alma (Hebreus 10.26, 38, 39).

Deus seja eternamente louvado.





quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Decidi-me pelos teus juízos


Quarta-feira, 30 de Setembro, 2009

VERSÍCULO:
Escolhi o caminho da fidelidade e decidi-me pelos teus juízos.
-- Salmos 119:30

PENSAMENTO:
Ontem nós fizemos um compromisso de seguir o Senhor Jesus com
todo coração. Vamos não esquecer, nem voltar a velhos hábitos e
maus padrões. Escolhamos o caminho da verdade hoje novamente, e
amanhã, e…

ORAÇÃO:
Pai Justo, seu caminho e sua palavra são minha fonte de vida e
orientação. Eu escolho sua vontade e sua verdade hoje. Ajude isto a
se tornar vivo em mim através de alegre obediência. No nome de
Jesus. Amém.

http://www.iluminalma.com.br/dph/4/0930.html

Sabedoria on line

"Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado;

Todavia eu me alegrarei no SENHOR; exultarei no Deus da minha salvação.

O SENHOR Deus é a minha força, e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minhas alturas".

Habacuque 3: 17-19

Meus amados

Seguidores de Jesus Cristo

Arquivo do blog

Vale a pena ler

  • Administração de Marketing - Philip Kotler
  • As crianças aprendem o que vivenciam - Ed. Sextante
  • Carão com carinho - Luiz Schettini Filho
  • Casamento com intimidade - R. C. Sproul
  • Como livrar os jovens das paixões sexuais - Josh McDowell
  • Feridas Satânicas - Carrol Thompson
  • Livre-se dos corvos - Luis Marins
  • Lições de vencedor - Silas Malafaia
  • Maravilhosa graça - Phillip Yancey
  • Marketing para o século XXI - Philip Kotler
  • O corpo fala - Pierre Weil e Roland Tompakow
  • O monge e o executivo
  • O peregrino - John Bunyan
  • O poder dos pais que oram - Stormie Omartian
  • Pais brilhantes, professores fascinantes
  • Uma mulher segudo o coração de Deus - Elizabeth George

Vale a pena assistir



  • A festa de Babette - drama
  • A paixão de Cristo - de Mel Gibson
  • A vida é bela - de Roberto Benigni
  • A virada - cristão
  • Alvin e os esquilos II e III - Comédia
  • Antes de partir - comédia -Jack Nicholson e Morgan Freeman
  • Bee Movie - infantil
  • Chocolate (Juliette Binoche)
  • Conquista de reis - épico
  • Conversando com Deus - Reflexão
  • Deixados para trás I, II e III - cristão
  • Desafiando gigantes - cristão
  • Diário de uma paixão - romance
  • Enterrem meu coração na beira do rio - Drama (indígena)
  • Homens de honra - Drama
  • Kung Fu Panda - Comédia
  • Licença para casar - comédia
  • Marley e eu - Comédia
  • Meu nome não é Johnny - drama
  • Mãos talentosas - Cuba Gooding Jr.
  • O conde de Monte Cristo - drama
  • O fazendeiro e Deus
  • O ilusionista - romance
  • O livrro de Eli
  • O nome da rosa - drama
  • O Pastor - drama
  • O peregrino - Uma jornada para o céu
  • Ponte para Terabítia - aventura
  • Ponto de decisão - Drama
  • Prova de Fogo - cristão
  • Quem quer ser um milionário?
  • Sangue negro - drama
  • Simplesmente irresistível - romance
  • Um amor para recordar - drama/romance
  • À procura da felicidade - drama (Will Smith)

Gospel Books

Gospel Books
Conhecer e prosseguir em conhecer

Minha lista de blogs

Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura...Mc16.15

Total de visualizações de página