quarta-feira, 30 de maio de 2012

Tempo de objetividade

É, estamos num tempo de muita objetividade e pouco pensamento, poucas discussões de ideias ou ideais. Infelizmente estamos num tempo de pressa da alma, num tempo de uma angústia silenciosa e por vezes escandalosa nas ruas, nas casas, nos locais mais inusitados, até na internet.

Tempos de falta de tempo, paradoxalmente a tecnologia, que se expandiu para economizar tempo, está economizando o conteúdo, as conversas, o diálogo e até amizades, hoje um CURTIR é o suficiente para não gastar tempo expressando opiniões. Me parece que as opiniões já vêm formatadas em alguns links da vida. Lastimável tempo.

Não sou do tempo de Machado de Assis, de José de Alencar, de Cecília Meireles, Rachel de Queiroz (belos tempos por sinal, tempos de amadurecimento de ideias, de pessoas bem formadas), mas lembro-me bastante de uma Professora de português que estimulava-nos a ler certas leituras que estimulavam nosso raciocínio, estimulava-nos a formar opiniões... sou do tempo que mãe estimulava filhos a lerem e não empurravam tablets para o filho ficar mais moderno, para acompanhar os tempos atuais ou mostrar para os amigos e familiares o último gadget adquirido.

Nada contra o modernismo, nada contra o avanço da tecnologia, faço uso dela e gosto, o que me frustra é saber que se tentamos fazer com que as pessoas pensem um pouco mais sobre determinado assunto, torna-se enfadonho. A tal da objetividade é o foco do mundo atualmente, se não for objetivo naquilo que você deseja falar, você ser torna um chato, mesmo que suas ideias sejam boas e queiram fazer com que o outro reflita sobre algo que deve ser mudado.

Daqui a pouco o curso de libras será obrigatório em todas as escolas do mundo, de tão objetivo que é fazer gestos e através deles ser entendido, pra que palavras? Talvez se tornem enfadonhas, desnecessárias... Aliás eu amo libras, é um outro mundo da linguagem, se é que posso dizer assim, maravilhoso e já fiz curso, pretendo voltar, mas não porque ache enfadonho as palavras mas porque acho uma tremenda prova de cidadania e amor ao próximo, entrar no mundo dele e descobrir coisas que passam desapercebidos aos nossos olhos.

Que sejamos objetivos no amor ao próximo, que sejamos objetivos na busca de novas possibilidades de aumento do conhecimento, que sejamos objetivos nas coisas práticas da vida, porém, a subjetividade tem o o seu lugar, o argumento, as discussões edificantes, o tempo para refletir sobre o que estamos ouvindo e sobre o que responderemos. Os gigas e os megas da vida não podem nos roubar o tempo que necessitamos para ouvir e ser ouvido, para opinar e argumentar. Obsoletos estão os que objetivam tudo, achando que a vida é a continuidade da internet. Em pouco tempo, se continuar assim, os relacionamentos serão tão frios quanto uma tela de computador. Se é que já não estão.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Fiel no pouco, fiel no muito


“Quem é fiel no pouco, também é fiel no muito, e quem é
desonesto no pouco, também é desonesto no muito. Assim, se vocês
não forem dignos de confiança em lidar com as riquezas deste mundo
ímpio, quem lhes confiará as verdadeiras riquezas? E se vocês não
forem dignos de confiança em relação ao que é dos outros, quem lhes
dará o que é de vocês? “Nenhum servo pode servir a dois senhores;
pois odiará um e amará outro, ou se dedicará a um e desprezará
outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro”. Os fariseus,
que amavam o dinheiro, ouviam tudo isso e zombavam de Jesus. Ele
lhes disse: “Vocês são os que se justificam a si mesmos aos olhos
dos homens, mas Deus conhece o coração de vocês. Aquilo que tem
muito valor entre os homens é detestável aos olhos de Deus.”
-- Lucas 16:10-15

O filho de um dos homens mais ricos da sua época, quando
perguntado o quanto da sua fortuna seu pai deixara, respondeu com
uma palavra - "Tudo". Aquilo que nós possuímos, seja bens,
dinheiro, talento ou influência não é nosso. É de Deus. É tudo
emprestado. É tudo confiado a nós. Quer seja pouco ou muito, a
condição é a mesma - emprestada. Vamos lembrar isso quando usarmos,
gastarmos ou tomarmos decisões com aquilo que nos foi confiado.
Tudo que você um dia terá depende de como você usar hoje o que é de
Deus. Use como Ele usaria.

ORAÇÃO:
Generoso Senhor, nenhum de nós merece as bênçãos materiais que
possuímos. Estão em nossas mãos, mas esquecemos que não são nossas.
Obrigado por nos lembrar que o Senhor tem uma expectativa quanto ao
nosso uso dessas bênçãos. Ilumine nossos pensamentos e nos lembre a
cada dia como Jesus usou tudo que ele tinha aqui. Que cada um de
nós possa ser uma fonte de bênçãos para outros. Em nome de Jesus
oramos. Amém.

http://www.hermeneutica.com/jd/2/1228.html

Sabedoria on line

"Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado;

Todavia eu me alegrarei no SENHOR; exultarei no Deus da minha salvação.

O SENHOR Deus é a minha força, e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minhas alturas".

Habacuque 3: 17-19

Meus amados

Seguidores de Jesus Cristo

Arquivo do blog

Vale a pena ler

  • Administração de Marketing - Philip Kotler
  • As crianças aprendem o que vivenciam - Ed. Sextante
  • Carão com carinho - Luiz Schettini Filho
  • Casamento com intimidade - R. C. Sproul
  • Como livrar os jovens das paixões sexuais - Josh McDowell
  • Feridas Satânicas - Carrol Thompson
  • Livre-se dos corvos - Luis Marins
  • Lições de vencedor - Silas Malafaia
  • Maravilhosa graça - Phillip Yancey
  • Marketing para o século XXI - Philip Kotler
  • O corpo fala - Pierre Weil e Roland Tompakow
  • O monge e o executivo
  • O peregrino - John Bunyan
  • O poder dos pais que oram - Stormie Omartian
  • Pais brilhantes, professores fascinantes
  • Uma mulher segudo o coração de Deus - Elizabeth George

Vale a pena assistir



  • A festa de Babette - drama
  • A paixão de Cristo - de Mel Gibson
  • A vida é bela - de Roberto Benigni
  • A virada - cristão
  • Alvin e os esquilos II e III - Comédia
  • Antes de partir - comédia -Jack Nicholson e Morgan Freeman
  • Bee Movie - infantil
  • Chocolate (Juliette Binoche)
  • Conquista de reis - épico
  • Conversando com Deus - Reflexão
  • Deixados para trás I, II e III - cristão
  • Desafiando gigantes - cristão
  • Diário de uma paixão - romance
  • Enterrem meu coração na beira do rio - Drama (indígena)
  • Homens de honra - Drama
  • Kung Fu Panda - Comédia
  • Licença para casar - comédia
  • Marley e eu - Comédia
  • Meu nome não é Johnny - drama
  • Mãos talentosas - Cuba Gooding Jr.
  • O conde de Monte Cristo - drama
  • O fazendeiro e Deus
  • O ilusionista - romance
  • O livrro de Eli
  • O nome da rosa - drama
  • O Pastor - drama
  • O peregrino - Uma jornada para o céu
  • Ponte para Terabítia - aventura
  • Ponto de decisão - Drama
  • Prova de Fogo - cristão
  • Quem quer ser um milionário?
  • Sangue negro - drama
  • Simplesmente irresistível - romance
  • Um amor para recordar - drama/romance
  • À procura da felicidade - drama (Will Smith)

Gospel Books

Gospel Books
Conhecer e prosseguir em conhecer

Minha lista de blogs

Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura...Mc16.15

Total de visualizações de página